terça-feira, 28 de setembro de 2010

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Evidências.

Estava tudo em silencio, a cidade inteira estava quieta. Sentada em um banco o unico barulho que eu podia escutar era das folhas secas caindo no chão, e aquilo me motivava ainda mais.
Eu queria mudar, renovar assim como as folhas. Mas tinha alguma coisa que me mantia presa nessa mesma pessoa, fria. Meus olhos que antes brilhavam intensamente deram lugar a mais pura frieza, o sorriso que costumava alegrar a todos se tornou ironia, as mãos macias e delicadas se tornaram punhais. Antes eu era uma unica pessoa, unica no modo de agir, no modo de pensar e no modo de levar a vida. E naquele momento me senti apenas mais uma figurante em um mundo imenso onde raramente as coisas fazem sentindo.
Fechei o livro que tinha em mãos um mundo que eu gostaria de viver, onde os finais felizes eram certos. Que bobagem pensar em finais felizes, pensei comigo mesma.
Fechei os olhos e imaginei a mudança, sei que pode parecer estranho mas eu pude sentir ela correndo em minhas veias, como se fosse algum medicamento de animo injetavel. Sorri, aquela sensação era prazerosa.
Mas os minutos de tranquilidade se foram no instante que eu abri os olhos e enxerguei o motivo de tantos problemas. Ele estava ali diante de mim parado me observando atentamente, podia ouvir sua mente trabalhando furiosamente, buscando as mesmas respostas que eu.
Aquela pergunta era a resposta de muitas noites em claro, pensando em como lutar contra a vida quando tudo parece irreal. Era o motivo de tantas lagrimas, mas ao mesmo tempo a razão de muitos sorrisos e abraços.
"Eu cheguei a uma conclusão" - ele disse sentando ao meu lado. "são dois polos, o lado positivo e o negativo. Como um imã." -Sorri, mas pude sentir as lagrimas rolarem quentes pelo meu rosto. - "É o modo como conduz, são as vozes no silencio, os sorriso em meio lagrimas" - ele enxugou as lagrimas com a ponta do dedo e continuou sua teoria -" é a guerra, é a paz. É o nascer e o por do sol, a chuva acida, as nuvens de algodão doce."
"Não faz sentido"
Ele sorriu, deitou no meu colo e fechou os olhos.
"Isso é o amor, não precisa fazer sentido, só precisa acontecer."

sábado, 25 de setembro de 2010

Duvidas do eu te amo.

Hoje por acaso Pietro me ligou, há tempos nós não conversavamos tanto! Ele me contou os problemas, as alegrias e os sonhos, depois de tanto papo furado ele me disse: "eu amo você". E depois de tanto tempo que nos conheçemos, depois de tantos momentos e intimidades juntos me sinto mal em dizer que não achei verdadeiro. Não porque eu não acredito nesse tal amor, mas a pouco tempo ouvi dele palavras que me machucaram, seria ironia esse "eu te amo" ? Ou arrependimento, mas acho que para isso desculpa seria a palavra certa.
Ou seria alguma magoa minha? De tantos eu te amo que eu já ouvi de dezenas de pessoas, só acreditei em algumas. Me pergunto se eu tenho algum problema com o amor, porquê é tão dificil acreditar que as pessoas realmente me amam? Talvez seje pelo simples fato que para mim a palavra eu te amo, é forte demais. Vejo muitas pessoas dizendo para outras que acabaram de conheçer, é dificil acreditar que você realmente ame essa pessoa.
Para mim, o eu te amo não é simplismente uma palavra banalizada cada dia mais. Não é um te adoro, ou me importo com você. Eu te amo significa que eu realmente não conseguiria viver sem você, que por ti eu daria minha vida.
Se algum dia eu te disse te amo, não foi por simpatia, não foi da boca pra fora, não foi como um pedido de desculpas. Se algum dia eu te disse te amo, é porque você realmente mereceu o meu amor.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Histórias sem fim.

Eles estavam sentados um de frente para o outro, a menina envergonhada estava de cabeça baixa já o garoto fitava-a de modo despreocupado.
-Você não vai dizer nada?- o garoto perguntou.
-Eu poderia até dizer, mas que diferença ia fazer agora?- a menina levantou-se e virou para o lago.
-Seria bom saber o que você está pensando. - o garoto fez o mesmo.
-Está vendo ali no horizonte?- ela apontou para o por do sol - pode notar o quanto é bonito e querer que nunca tenha fim. Mas você sabe que alguma hora o sol vai desaparecer. Há muitas coisas que eu queria te dizer, poderia te jurar que o nosso amor não vai ter um fim, mas eu estaria enganando a quem? - ela virou para o menino e sorriu - quando sol desaparecer você vai sentir falta mas você sabe que ele voltará amanhã. E será o mesmo com a gente.
-Não faz sentido você pensar isso... Por que está me dizendo essas coisas?
- Eu estava pensando o quanto eu queria tornar esse dia eterno. Mas eu estaria mentido se dissesse. Somos apenas crianças que não sabem nada da vida, você acha mesmo que tudo isso durará para sempre?
O garoto pode entender o que ela estava dizendo.
-É... você tem razão. Mas só errou em uma parte. - A menina olhou confusa. - quando o sol desaparecer eu não vou ficar triste, pelo ao contrario, vou agradecer por ter tido a chance de um dia ve-lo.
Os dois sorriram e se abraçaram. Eram apenas crianças, mas entendiam muito bem o amor.

Memórias da solidão.

Essa não é uma história feliz, não é verdadeira, não é profunda. As palavras se tornaram veneno, e promessas se tornaram a cura. Mãos viraram punhais, o sol congelou seu coração.
Procurar nem sempre é achar, o tempo é o maior inimigo e a paciência sua mais forte aliada. Assinamos contratos, mas rasgamos e jogamos para o alto . Pedaços de papeis circulam pelo mundo a fora, passam por mãos distintas. Não se cruzam, não se encontram. Tentam junta-los com outros, mas é impossivel pois só existe uma combinação perfeita.
Invadiram sua casa, mudaram seus moveis de lugar e roubaram objetos valiosos, você assistiu em silencio com lagrimas no rosto, não sentiu o direito de interferir porque no fundo sabia que aquela pessoa precisava muito mais daquilo do que você. Ao sair passou reto sem ao menos agradecer, de cabeça baixa e segurando com as duas mãos uma chave. A chave que pertencia apenas a você.
Depois de longos minutos percebeu que a chave era só uma cópia, a verdadeira estava intacta no chão.
Arrependida pegou de pressa e correu para abrir a porta.
Sua antiga casa. Aconchegante, e tranquila não sofrera nenhuma mudança depois de sua partida. Sorriu, e se deu conta do quanto sentiu falta daquilo.
Apesar de tudo, aquela não era a unica chave e o coração não pertencia mais a uma unica pessoa.

Lembranças.


"Gandhi disse que não importa o que você faça em sua vida, será insignificante. E que é muito importante que você faça."

terça-feira, 21 de setembro de 2010

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

incertezas.

Ele:  você me ama?
Ela: eu te odeio.
Ele: mas por quê? eu sempre faço o possível para te ver sorrir...
Ela: te odeio, por fazer meu sorriso depender das suas palavras.

coração cinza.

Eu não sei sonhar sem tirar os pés do chão, não sei amar pela metade, não sei sorrir chorando, não sei  viver em vão.

Mais um dia comum.

É uma tarde comum, o sol se foi e deu lugar a chuva. As pessoas correm nas calçadas procurando um abrigo para não se molhar, os carros espalham água por toda parte. Todos reclamam do frio e do tédio tipico de segunda feira. Mas hoje apesar do dia estar horrivel, as pessoas chatas e a vida monotona eu estou feliz.
Eu posso ver com clareza tudo o que me faz feliz hoje. O beijo de bom dia da minha mãe quando ela me acorda, o sorriso e as palhaçadas dos meus amigos no colégio, a bronca do professor de matematica por eu não fazer a tarefa de casa. Ao meio dia o papo furado, o sol quente mostra um belo dia.
Já é de tarde, o sol está indo em bora. Converso com poucas pessoas na internet, mas são elas que tornam meu dia ainda mais feliz. Os planos para o futuro e as promessas que eu faço são o que me dá forças para lutar pelos meus ideais, tão impossiveis ainda hão de se realizar.
Não sei sonhar sem tirar meus pés do chão, talvez seje por isso o motivo da minha felicidade. Porque tudo que eu tenho hoje, foi fruto de sonhos altos e inalcançáveis.
Eu queria amigos de verdade, mesmo depois de quebrar a cara muitas e muitas vezes eu os encontrei. Queria harmonia na minha casa, depois de tantos erros e decepsões eu aprendi que não tenho só uma mãe, eu também tenho uma melhor amiga. Eu queria alguem para passar meus melhores momentos, apesar de não ser concreto sei que ele se importa comigo e sempre estára ao meu lado.
 "Pode ser que tudo isso acabe algum dia, mas eu vou fazer valer apena enquanto durar. Os dias podem ser limitados, mas as memorias para sempre vão ficar."

sábado, 18 de setembro de 2010

Não deixe que o tempo apague.

Tenho que te dizer Pietro sobre meu medo do futuro. Se conheçemos a pouco tempo, mas eu posso jurar que não enxergo meu futuro sem você, eu nunca tive uma amizade assim antes... tão solida.
E eu estou com medo dessa nossa "separação" sei que as verdadeiras amizades não se abalam com a distancia, mas ainda me sinto insegura.
Mas de qualquer forma, eu vou agradecer sempre por ter te conhecido. Você virou minha vida de cabeça para baixo, me mudou completamente, mas foi para melhor.
Você deu a mim tudo o que queria, mas ninguem tinha sua coragem para me mudar de tal forma. Obrigada, sempre.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

velho conto.

O que eu queria mesmo é estar com você, deitados no sofá velho da sua sala em silencio. Acariciando seu rosto com a ponta do meu dedo, e tentando tonar cada segundo eterno. Olhar nos seus olhos e saber que eu sou amada por você, eu gostaria de estar com você em uma praia deserta deitados na areia observando as estrelas. Eu gostaria de dançar com você sem ter nenhuma musica tocando, simplismente dançando por prazer. Eu gostaria de te abraçar em uma noite fria, sentados na frente de um bar as duas da manhã, sem rumo e nem horario para voltar para a casa, prolongar aqueles minutos que pela primeira vez na minha vida eu me senti completa. Você tentando me aquecer com o calor do próprio corpo e sorrindo em sinal de conforto toda vez que eu tremia de frio, foi tão bonito.
Eu nunca me imaginei implorando para voltar no tempo, e não vou fazer isso agora. Eu só queria trazer esses momentos de volta, toda vez que eu sentir a sua falta. As memorias não tem sido o suficiente para mim.
Estou confusa, não sei se agradeço por ter te conhecido um dia ou imploro para ter de novo. A verdade é que o amor é apenas uma brincadeira que quando se acaba temos a sensação que nunca existiu.
Mas eu tenho a absoluta certeza que aconteceu, e continua acontecendo. Eu posso ver nos teus olhos o quando você sente falta de tudo aquilo, e não seria ousadia minha imaginar que tudo isso machuca mais a você do que a mim porque hoje eu tenho um lugar para me esconder, e tampar o buraco que você abriu sem intenção. Você não consegue se esconder, anda nas ruas confuso e questiona o porque de tantas magoas.
Eu te adoro, nunca se esqueça disso. Por mim, por você, por nós.

sábado, 11 de setembro de 2010

Surreal.

A noite, tão fria e escura, significativa. Esconde por traz dos lençois negros belas estrelas que constatemente brilham.
A noite elas brilham mais forte, mostrando a beleza que de dia é escondida.
O dia por sua vez é luz, simboliza felicidade e a vida. Mas esconde muitas belezas que só a noite podem ser vistas.
Não me acostumava com o dia, prefiria deixar de ver o sol, do que abandonar minhas estrelas que por tantas noites ouviram murmurios desesperados de apenas um ser humano confuso, me fizeram companhia em noites que eu me senti só. E brilharam com mais intensidade quando todas as luzes se apagaram.
As estrelas eram minhas melhores amigas, elas não me julgavam pelos meus erros. E mesmo quando não eram vistas elas continuaram lá e apareceram em outras noites.
Meu sonho de menina era contar todas as estrelas. Passaram-se os anos, e eu descobri que a maioria das estrelas estão mortas.
Elas brilhavam, chamavam atenção mas não tinham nada. Eram vazias, mortas.
Então eu pude entender o verdadeiro significado das estrelas.

Fuga.

Tenho muitos motivos para estar desesperada agora. Mas não estou.
Tudo isso serviu como experiencia, e provou que a razão é a melhor escolha.

O mundo está desabando sobre seus pés.
Não tenha medo, nem tudo está perdido
você tem a sí proprio.
Confie nos seus instintos e encare a realidade
nada é melhor que a sua verdade.
A razão é a melhor escolha
um beco sem saida, dois corações partidos.
Dois lados magoados. Você conseguiu
O tempo é o melhor remédio
O tempo é a solução
O tempo é a salvação.
Bem vindo a realidade.

Ironia.

Eu não vou me desculpar, porque eu não estou arrependida. E pode parecer que não, mas eu me importo sim com você Pietro.
Eu queria que você se colocasse no meu lugar por um instante, e parasse de enxergar apenas o seu lado porque superficialmente parecia muito facil, mas não foi e continua dificil.
Sabe o que é ter que escolher entre duas pessoas que você gosta, sabendo que dependendo da sua escolha tudo pode mudar? Seria justo com ambas as partes? Eu acho que não.
Mas sinto lhe informar que nada na vida é justo.
O mais engraçado é que não cabe a mim ficar triste, mas eu estou. Errando novamente, sentindo a dor dos outros por um ato que não foi errado.
E quando eu mais precisei de você onde você estava? Em alguma balada, enchendo a cara. É ai que a gente vê o quanto você se importava comigo. É Pietro, não existe santos nessa história.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Tempo perdido.

Muitas pessoas querem voltar no tempo, para concertar os erros ou fazer algo que não tenha feito.
Eu não me encaixo em nenhuma das alternativas. Me arrependo de muitas coisas que não fiz, mas tenho certeza que o senhor sabia o quanto eu o amava.
Poderia não ser a preferida, a mais estudiosa ou a mais inteligente. Mas sei, que o senhor me amava com a mesma intensidade.
Poderia dizer muitas coisas agora, no entanto prefiro o silencio porque é nele que você se encontra hoje. Não preciso voltar no tempo para ser mais presente na tua vida, porque sei que a cada instante de hoje em diante você vai estar comigo. Para sempre, afinal não existe limite de tempo quando se ama de verdade.
Te admirarei eternamente Dorival Bortoletto.

memórias que tanto guardei.

Hoje eu pude enxergar o quanto era banal o meu problema, eu que o tornava um grande desafio.
Pessoas que eu jurei para mim mesma que nunca iria deixar sair da minha vida, não importam mais. Há dois caminhos, duas escolhas que eu poderia ter feito, mas ao contrario eu resolvi trilhar o meu.
Isso não é uma disputa, pelo ao contrario são vidas. Jurei que não magoaria ambos os lados, mas agora eu pergunto: será que algum dia eles fariam tal coisa por mim?
Eu prefiro ficar na duvida ao ter que inverter os papéis e possivelmente me machucar.
Sim, eu mesma me machucava. Criando situações confusas, omitindo para não sofrer. Tudo em vão, porque eu não conseguia esconder, estava estampado no meu rosto o quanto aquilo me incomodava.
Mas quer saber? Não importa mais, teve um fim.

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

emboscada.

Já era de noite quando meu celular tocou, eu sabia que você ia me ligar Pietro. Não adiantou nada a nossa conversa sobre o fato de eu não estar apaixonada, eu não quero te magoar.
Você insiste em dizer que pode não ser o cara certo, mais é perfeito. Agora eu lhe pergunto, perfeito para quem?
Sou muito nova, mas não sou igual a todas as garotas da minha idade. Eu não sinto necessidade de me apaixonar para aproveitar minha vida, e você sabe disso. Todas as suas tentativas não valeram de nada.
Mas você conheçe o meu ponto fraco, sabe que eu tenho medo de magoa-lo. O mais frustante é que mesmo sabendo qual é o seu jogo, eu sempre caio na mesma armadilha. Os muros que construí em minha volta desmoronaram e você se aproveitou disso.
Seria indelicadeza dizer que não adiantou de nada seus truques baratos, afinal não sou eu que choro toda noite pensando em uma maneira de sair dessa emboscada.
Pietro, você errou mais uma vez.

inspiração.

video

terça-feira, 7 de setembro de 2010

insensatez.

Pietro, você conseguiu enganar a todos.
A cada dia eu me impressiono mais com o que você se tornou, alguns anos atras era tão quieto e rodiado por pessoas que te adoravam, e hoje virou uma cópia mal feita.
Como você pode perder sua personalidade assim, de uma hora pra outra? Está estampado na tua cara, convenhamos que essa hitória já foi longe demais.
Você tem noção do que está abandonando? Trocando tudo por uma pessoa que não te merece. É realmente lamentavel. Se eu pudesse fazer uma breve retrospectiva da sua vida, poderia provar com argumentos o que eu estou falando. Mas este papel não cabe a mim, e nem ao amigo que alguma vez já tentou te ajudar.
Cabe a você enxergar e compreender o que eu e muitos falam há algum tempo.
É meu dever ficar de luto, pois uma pessoa que eu realmente gostava morreu e deu lugar a outra totalmente desconhecida.
Você se tornou o que um dia eu já fui. É como uma coberta fina e branca, você não pode enxergar atras dela. É como um veneno amargo e viciante. Mas eu posso afirmar que essa insensatez não te levará a lugar nenhum.

Uma prova de amor.


A filha mais velha de Sara (Cameron Diaz) e Brian (Jason Patric) tem leucemia e ninguém da família (incluindo o irmão) possui uma medula compatível.
Por isso, um médico os aconselha a conceber um bebê em laboratório com as características necessárias para se tornar doador. Assim nasce Anna que, 11 anos mais tarde, interpretada por Abigail Breslin
resolve processar os pais para que eles parem de retirar órgãos e estruturas de seu corpo para doar para a irmã mais velha, Kate que agora precisa de um rim.Para isso, Anna conta com a ajuda de Campbellum advogado falastrão que a ajudará a levar o caso aos tribunais. A atitude da caçula desmorona a estrutura familiar quando o perfil real de cada membro vem à tona.Mais do que uma mãe-coragem, Sara é egoísta e, para ela, Kate não passa de uma batalha que não pode ser perdida. São assuntos bastante sérios, polêmicos e interessantes em que "Uma Prova de Amor"
apenas esbarra. O direito de Anna em ser dona de seu próprio corpo é superior à vida da irmã? Ela tem noção de que negando doar seu rim a irmã morrerá? A caçula está preparada para carregar essa culpa? Qual o papel dos pais nisso tudo? Sara pode negligenciar os filhos e o marido para cuidar de uma filha?
Essas e tantas outras perguntas são sugeridas, mas nunca debatidas pelos personagens. Quando o processo de Anna contra sua família vai parar na corte, não surge um jornalista sequer para cobrir o julgamento. 
O vale de lágrimas onde os personagens quase se afogam é o que há de mais interessante. A história recheiada  de momentos lacrimosos e, algumas vezes, sensacionalistas. Todos que cruzam com essa família têm uma grande tragédia pessoal.
A juíza que cuidará do caso, interpretada por Joan Cusack, perdeu uma filha num acidente de carro há pouco tempo. O advogado também tem problemas de saúde. E Kate se apaixona por um rapaz também paciente terminal.
 É incrivel como a história se deserrola e quer um conselho? Preparem os lenços de papéis, porque esse filme rende muitas lágrimas.

almas distintas.

Pietro, fiz uma canção para você. Eu queria muito te falar isso mas as circunstancias não permitem.
Eu queria te dizer que você é o meu escolhido, o que eu realmente quero do meu lado, mas eu não seria sincera. Se eu pudesse ignorar o que eu sinto, se eu pudesse escolher eu escolheria amar você.
Eu me lembro quando me acordou de manhãzinha, com um buque de flores. Me levou ate a janela e me disse ao pé do ouvido: " gostaria de ver seus olhos brilharem assim todos os dias"
Pietro, você é perfeito mas não para mim! Ah como eu queria te dizer isso agora, mas eu sou egoista demais para abrir mão de você.
Seria possivel amar duas pessoas?
Me faça te querer, mostre para mim que você é a melhor opção.E se eu não conseguir, prometa que vai me desculpar por não ser a mulher que você queria que eu fosse.
" Um sorriso pode enganar, mas eu pude ver a verdade no teu olhar."

erros de um papel em branco.


Tão longe, mas ao mesmo tempo tão perto. É dificil de acreditar, tantas oportunidades perdidas Pietro.
Cansados de pensar nos outros, resolvemos agora trilhar o nosso próprio caminho. Mas como se o passado ainda perturba? Como posso me esquecer de tantos momentos? Ele olhou nos meus olhos e disse com doçura: " você terá muitas lembranças boas, do nosso futuro. " Seria eu fraca demais para abandonar os castelos de areia, que antes era apenas uma brincadeira de criança, e hoje virou um conto de fada real?
Pietro, você poderia compreender se eu escolhesse o outro caminho? Eu não consigo enxergar o certo e o errado dessa história. Talvez seja eu mesma o erro, mas no meio de tantas confusões e caminhos amargurados pude te encontrar. Então talvez o meu erro esteja certo.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Bons conselhos.

          Talvez os antigos conselhos é que estavam realmentes certo, "a vida é um mar de incertezas" ou talvez haja alguma certeza, seus ideais.
          É difil lutar pelos seus sonhos, no mundo em que hoje vivemos. Você desconfia até mesmo de sí proprio. Eu realmente queria acreditar que todas as pessoas, lá no fundo, sejam realmente boas, e teve uma epoca que eu acreditei nisso. Mas infelizmente é cada um por sí, vemos noticias de pessoas se matando por coisas banais e muitas vezes não se importamos. Agora eu pergunto: Se acostumamos com esse mundo horrivel, ou, se tornamos um deles? Frios, sem sentimentos, sem se importar com o próximo.
        Confesso que sinto medo das novas gerações, tenho medo pelos meus filhos e netos. Talvez eles só conheçam o mundo atravez de fotos pela internet, pois será impossivel sair na rua. Ou talvez eles vivam em um mundo melhor, onde as pessoas dão bom dia umas as outras quando andam na rua.
        Eu não sei como as pessoas puderam chegar a esse ponto? E não seria exageiro nenhum da minha parte pensar que isso jamais terá salvação. Porque não é como na epoca do nazismo em que uma só pessoa fazia a cabeça de demais. Hoje são varias pessoas que não querem o bem dos demais e o pior de tudo, pode ser teu filho, teus pais, ou alguem que você realmente não esperava.
       E culpar a juventude por tudo isso é apenas uma consequencia. Nós é que pagamos um preço alto pelo descuidado dos nossos pais, os tempos mudaram mas o bom conselho não.
       Não existe uma só pessoa errada, existem várias. São jovens cansados de seguir o padrão que a sociedade impõe, adultos cansados de trabalharem e ver a sua vida a mesma, idosos que passaram por toda uma vida e hoje são abandonados por muitos, ou estão em casa recebendo uma miseria de aposentadoria e mesmo sem forças lutando para sobreviver. E o que ainda não caiu a ficha, é que tudo isso será uma consequencia para as crianças, as pequenas, e as que ainda não nasceram.
      Abram os olhos, enxerguem a realidade e não aquilo que vocês querem enxergar. Hoje é uma pessoa desconhecida que aparece no jornal vítima de tanta crueldade, amanhã pode ser você.