segunda-feira, 31 de outubro de 2011

C'mere.

Em cada passo
que o mundo vai
ele surge, vindo


Levanta
me convida para uma dança


anula o espaço entre nós



me envolve em curtas linhas
de poesia.

Me cativa em entrelinhas.

domingo, 23 de outubro de 2011

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Paradigma.

As portas entreabertas
mostram
memorias que não podem ser exumadas.

E mesmo que as vezes
tudo me deixe sem ar
não condiz
nem convém
falar do que foi

Engaveto
o que não foi
e fico sozinha
sem de fato estar solitária.

domingo, 9 de outubro de 2011

Navegante.

Bossa nova
e melodia usada
artista de livro velho
alma de gente antiga
com gosto de bala azeda.

Trilha sonora calma
que acolhe
e acalma

É,
você tem
o colo
que eu insisto em descansar.

sábado, 8 de outubro de 2011

Aprendiz.

O mundo acorda
as pessoas saem as ruas
algumas esperam o ônibus 
outras buscam o jornal
garotas caminham pela calçada
com seus rabos de cavalos
e livros sob os braços

e da janela 
ela assiste
sem pensar de fato nisso
tomando uns goles de vinho
sem dar a minima
para toda essa loucura

sem alcançar nenhuma alegria
interna
se perguntando
quem poderia salva-la. 





quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Sussurro.

Tenho que te contar
A falta de mim. Que me faz inacabada.

Me despeço
me desfaço
em curtas linhas
de laços íntimos.

Hesito
e vago
na dor de querer
Existo
no silencio que devora
o encanto

Me perco
dentro de mim
passeio nas melodias
e faço o avesso
para satisfazer meu dia.

O dia nasce e é tudo novo.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Ainda.

Aqueles olhos
sustentavam sentimentos
e dentro de mim
nada.

E pensar que
aquilo me afligia
por dentro
uma atividade sem fim

Mas meu oco
explodiu
universos, galaxias, mundos
infinitos

Em um erro consciente
antítese de mim mesma
reunido em dois corpos
que ansiavam por mais
por nós
a sós.

A mulher austera
dependente de si mesma
caminhava pelas ruas
exaltando desejo
com o corpo entregue a mansidão
da espera

Este era sempre um momento bom,
mas não era o meu lugar

Ironicamente
aquilo iria me horrorizar
mesmo sem precisar
nem hesitar
iria morar lá fora
e fora


de você.